Ar condicionado requer cuidados

O ar condicionado salva muitas pessoas no verão, mas ele pode se transformar em um pesadelo caso alguns cuidados não forem tomados.

air conditioning 4A taxa da umidade no ar, que com a falta de chuvas no Estado está cada vez mais baixa, se torna ainda menor com a presença do ar condicionado, já que o ar frio é seco e isso acaba prejudicando o funcionamento das mucosas. De acordo com o Adriano César Guazzelli, professor de Pneumologia da Faculdade de Medicina do ABC, devido a isso, “a atividade do mecanismo de defesa do organismo é diminuída e, assim, doenças pulmonares podem aparecer”.

Segundo o pneumologista da Unifesp Clystenes Odyr Soares Silva, o ar frio não é o responsável por fazer surgir doenças respiratórias como asma, bronquite ou rinite. “O que acontece é que a variação térmica desencadeia os sintomas nas pessoas que já possuem as doenças, e isso ocorre com muita facilidade.” A temperatura ideal, para não ocorrer choque térmico, de acordo com Silva, é de 22ºC.

Além disso, é necessário que o ar condicionado esteja em constante manutenção, higienizado e sem a presença de fungos ou bactérias. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estabelece que os filtros e tomadas de ar externo passem por limpeza mensal e, caso sejam descartáveis, trocados, no máximo, a cada três meses.